Fominismo: quando o machismo se senta à mesa

R$ 35,00
. Comprar  
Tarefas domésticas, agricultura, meio ambiente, body shaming… Seja pela divisão sexual do trabalho, pela segregação alimentar ou pela orientação das práticas de consumo por meio de proibições, discriminações ou ditames estéticos, a comida serve para manter as mulheres no lugar que lhes foi designado, há milênios, no espaço ou na sociedade. Apesar de elas terem, mais do que nunca, um papel crucial na sobrevivência da espécie humana, na sua história e no seu desenvolvimento, pela comida que produzem, transformam, estocam ou consomem, as mulheres ainda são consideradas inferiores aos homens.
 
Qual a relação entre o patriarcado e uma picanha? Onde se escondem as cheffes de cozinha? A agricultura é coisa de homem? Neste livro, nós tentamos explicar em detalhes como comida, sexo e gênero feminino permanecem intimamente ligados e como a alimentação sempre possibilitou o subjugo das mulheres.
 
Autora Nora Bouazzouni
Formato 14 x 21 cm
116 páginas
• Prazo para postagem:
Veja também